Serviços

É um método terapêutico criado pelo alemão Bert Hellinger, que possibilita identificar o que está oculto na linha do tempo de uma pessoa, ressignificar, harmonizar e escrever uma nova história.
Este método Foi criado a partir da experiência do próprio Bert  Hellinger, como missionário na Africa do Sul.
Bert Hellinger, nasceu em 1925 na Alemanha, formou-se em filosofia, teologia e pedagogia. Trabalhou durante 16 anos como missionário em uma ordem católica entre os zulus.
 Sua formação e sua atividade terapêutica envolveram diversas abordagens, como psicanálise, dinâmicas de grupos, terapia familiar, a partir da qual desenvolveu seu revolucionário método das Constelações familiares.
Atualmente Hellinger prefere trabalhar na linha mais espiritualizada do “Movimentos da Alma”. Segundo ele, sempre que nós sentimentos limitados, com dificuldades de dar o próximo passo, poder estar ligado a um movimento da alma que foi interrompido precocemente e uma sessão pode vir a trazer este movimento da alma de volta, já que a lei da vida é o movimento.
Este método é sistêmico, porque nunca olha para o indivíduo de uma forma isolada, mas para todos que fazem parte do sistema dele.
Compreende-se por sistema, tudo aquilo que é formado por mais de uma pessoa e que se influenciam mutuamente.
No caso do sistema familiar é você, seus irmãos, pai, mãe, avós e bisavós, e assim por diante. Todos que fazem parte desta rede de pessoas, que vieram antes e depois de você. Neste método está incluído
A Constelação familiar cuida dos casos familiares e pessoais, onde é possível constatar o impacto da violação das três leis básicas dos relacionamentos( hierarquia, pertencimento e vínculos), as dinâmicas ocultas que alimentam as dores e fracassos dentro deste sistema, como exclusão, injustiças, doenças e suicídios. Reparando, ressignificando, compensando e colocando em ordem o que está fora da ordem, para que possa se reconectar com suas forças e seguir em frente.
Dentro deste método está incluído, a constelação familiar propriamente dita, direito sistêmico, (muito usado na fase conciliatória, revertendo uma ação, em um acordo de sucesso para ambas as partes), pedagogia sistêmica, (utilizada na área educacional com o principal atributo de alinhar a postura do educador com os preceitos de Bert Hellinger de respeito aos pais e ao sistema familiar do aluno, resgatando a força deste aluno através do seu sistema).
Na saúde sistêmica, (com o objetivo de verificar quais são as conexões ocultas e inconscientes de um problema de saúde, ou um sintoma apresentado por uma pessoa).
Na constelação organizacional, (usada na área administrativa de uma empresa, para investigar as dificuldades na condução desta, no planejamento e inclusão de novas estratégias, assim como atrito entre as equipes de trabalho), e todas as intempéries da vida que obstruam o fluxo natural do amor e por conseguinte o desenvolvimento psíquico, emocional, social e espiritual de uma pessoal.
As constelações podem ser feitas em grupo ou individualmente, em grupo ela se processa de forma aleatória onde as pessoas presentes em geral não se conhecem e nem tem informações a respeito das questões envolvidas, elas se disponibilizam sem ideias pré-concebidas para o sistema da outra, o que possibilita um movimento em sua vida também.
Individualmente com o facilitador e miniaturas do nosso cotidiano e do sistema familiar, para que as questões sejam representadas, aqui sendo agregada a técnica terapêutica apométrica com o objetivo de despolarizar vivencias negativas do passado que estão dando ressonância nas experiências de vida atual.

“Renascimento uma técnica respiratória capaz de favorecer o desenvolvimento emocional e espiritual dos seres humanos”. J.A.GAIARSA
Sessões de renascimento também conhecidas como respiração circular tem como objetivo a dissociação do consciente do inconsciente, assim como é feito também nas sessões de hipnose e tem como um dos objetivos a dilatação da consciência através de novas percepções sobre as nossas experiências vividas e a transmutação dos bloqueios energéticos, que se instauraram diante de uma percepção errônea sobre uma realidade que até aquele momento se mostrava monstruosa e muitas vezes fantasiosa para nós, já que sabemos bem, que os valores não estão nos acontecimentos em si, mas como nós interpretamos e catalogamos esses acontecimentos.
A respiração é o nosso primeiro ato ao nascer, o mais traumático e o que se dá de forma mais inconsciente também, por isso passamos a vida sem nenhuma percepção sobre esse movimento fundamental para a nossa vivencia e sobrevivência.
As pessoas mais ansiosas, sequer percebem a sua dificuldade com a respiração e quando se dão conta, poucos recursos têm para corrigir a restrição dos movimentos do tórax e diafragma.
Sabemos bem quantos exercícios respiratórios já foram propostos ao logo da história e das culturas, mas todos com o seu valor, porque tem o mesmo objetivo de ampliar a consciência e até mesmo a qualidade de vida, através da oxigenação do cérebro.
Segundo Gaiarsa (2010), é uma técnica preciosa para favorecer o desenvolvimento da personalidade e capaz de livrar-nos de mil entraves criados em nós pela nossa assim chamada educação, e pelos nossos assim chamados bons costumes.
Há milênios os filósofos-místicos orientais, perceberam a respiração como a fonte principal de aperfeiçoamento interno.
As sessões podem ser feitas individuais, com duração de 60 minutos, como nas sessões de psicoterapia, e em grupo com um tempo mais estendido para que seja possível o relato da percepção da experiência vivida por cada participante.

A proposta filmeterápica tem como objetivo um processo terapêutico com prazer, em que a pessoa tem a oportunidade de assistir um filme, e através de pontos reflexivos do filme se instaurar uma terapia grupal, em que cada um expõe o seu ponto de vista e através de debates, questionar as suas próprias experiências. Possibilitando assim, uma maior clarificação sobre si mesmo.

Apometria é uma ferramenta terapêutica sem vínculo religioso, embora se use a faculdade mediúnica nas sessões, que possibilita através da técnica de desdobramento, utilizando-se de pulsos eletromagnéticos, a separação dos corpos físico, mental e espiritual.
Ela pode ser aplicada em todas as criaturas, não importando a idade, a saúde física ou mental e nem tampouco a resistência oferecida.
É um método de fácil aplicação, desde que utilizado por pessoa devidamente habilitada e dirigentes capazes. Apresenta na maioria dos casos um resultado eficaz nos pacientes que a ela se submete, mesmo naqueles sem possibilidade de compreensão.
O êxito reside na utilização da faculdade mediúnica para entrar em contato com o mundo espiritual de maneira mais prática e objetiva (médiuns todos nós somos, em Maior ou menor grau, de acordo com o interesse e desenvolvimento espiritual de cada um).
Nos atendimentos inicialmente os médiuns são desdobrados para entrar em contato com as entidades medicas do astral, assim como, com os elementais da natureza que tem cada um, uma função especifica na manutenção e preservação de cada reino correspondente. Eles podem receber várias classificações de acordo com a filosofia de vida de cada pessoa e até mesmo com o grau de conhecimento do médium, que exerce o trabalho naquele momento.
Após é desdobrado também o paciente para facilitar a investigação das causas e áreas afetadas e mais necessitadas, assim como é cortado as ressonâncias com o passado, que impedem a pessoa de viver mais plenamente a sua atual proposta de vida.
Embora a apometria seja uma ferramenta que possibilita este contato espiritual direto, o comprometimento da pessoa assistida com a própria melhora, como por exemplo, mudanças de comportamentos e pensamentos pode fazer muita diferença.